O irlandês Jamie Griffin venceu anteontem o BATB 12. O mítico Skatepark The Berrics foi uma vez mais o palco do Game Of Skate numa noite em que o público e os júris e organizadores torciam pelo favorito Tyler Peterson. Mas o Underdog ganhou e ganhou de forma notável. Pese embora o adversário americano da Cariuma tenha um jogo de flatground incrível, Jamie não deu hipótese com algumas das manobras dadas que, atenção, Tyler tenta, tem skill para isso, mas não conseguiu acertar.

Para espanto de um Torey Pudwill e de um Steve Berra que claramente queriam que Jamie perdesse para o adversário da Cariuma (Oh my! Oh my!), a verdade é que aqueles Clean Official Reviews que claramente eram desculpados a Tyler mas pedidos para se repetirem a Jamie, não foram suficientes para tirar a vitória ao Skater que tem vindo a ser cada vez mais conhecido. Na esperança que sejam dadas oportunidades a Jamie, que limpou com mestria o grande chefe P-Rod (Paul Rodriguez, o fundador e co-owner da Primitive Skateboards) antes do confronto com Tyler, esperamos vê-lo a partir a street e a mostrar que a sua skatada é muito mais do que Merlin Twists e Dolphin Double Flips ou Tre Double Flips. A comparação com Cody Cepeda faz-se sentir. Apareceu, venceu também um dos BATB, mas tem tido pouca visibilidade, resta saber se por ele, se pelo facto de se calhar não cair nas graças de alguns elementos-chave dentro da cena de Skate, e por isso não vinga em lado nenhum. Sim, no Skate também há disto e muito mais do que se imagina, mas este assunto fica para outros carnavais.

A verdade é que o público estava à espera de uma coisa e levou com outra e isso fez-me feliz. Gosto sempre de ver o menos favorito a mostrar que não chega ali do nada e que sorte não foi um elemento que tenha entrado na equação da sua vitória.

Parabéns Jamie e ainda nem lembro que comecei a ver-te a Skatar na 1ª Pandemia de Abril de 2020 num sótão / arrecadação em que mostravas que a tua skill era incrível. Compensou todo o esforço. Fizeste história puto!

Comentários

-