A Thrasher Magazine não foi a primeira revista de skate a ser lançada, mas é claramente a mais icónica e a de mais longa duração. Primeiro veio a Skateboard, em 1975, seguida de uma série de outras publicações que tentavam capitalizar numa nova tendência no mercado norte-americano, como a Skateboarder, Skaterboard World, Wild World of Skateboarding, Skate, Skate Rider, Skat’n News, entre muitas outras que tiveram curtas durações.

A primeira Thrasher apareceu nas bancas em janeiro de 1981, inicialmente em formato de jornal, eventualmente transitando para a revista que existe até aos dias de hoje. A sua irreverência fez dela uma referência no meio e o seu logótipo deu origem a uma linha de roupa de sucesso e tem sido usado em colaborações com todo o tipo de marcas. Mesmo assim o percurso desta revista até aos dias de hoje não tem sido fácil, uma história muito ligada à do seu carismático e controverso editor, Jake Phelps, que esteve na liderança da mesma durante cerca de 27 anos, tendo falecido em 2019.

 

 

Apesar de na última década a expressão do “print” em geral ter entrado em decadência, com inúmeras revistas e jornais a acabaram ou passarem para versões digitais,  a Thrasher Magazine praticamente não quebrou a sua periodicidade, atingindo esta semana um marco histórico, a sua 500ª edição.

A capa desta, que é a edição de Março de 2022 mas já está nas bancas nos EUA, surge com um design comemorativo que praticamente reutiliza a ilustração da sua primeira edição de sempre, apesar da 500ª acrescentar alguns detalhes mais “diabólicos” que a original.

 

Parabéns Thrasher Magazine, que venham mais 500!!

 

Comentários

Os comentários estão fechados.